Washington Alves/Cruzeiro
Washington Alves/Cruzeiro

Mano lamenta calendário, mas enaltece elenco e prevê Cruzeiro forte no domingo

Para técnico, excesso de partidas faz com que 'o último colocado ganhe do primeiro toda hora'

Estadão Conteudo

03 de março de 2017 | 18h34

Depois de derrotar a Caldense na noite de quinta-feira, no Mineirão, por 2 a 1, pela quinta rodada do Campeonato Mineiro, o elenco do Cruzeiro se reapresentou nesta sexta, treinou e já viaja neste sábado, quando encerra a preparação para enfrentar o América de Teófilo Otoni no domingo, fora de casa.

Não bastasse a maratona, a equipe ainda tem o Murici pela frente na quarta-feira, em jogo que será disputado em Alagoas, pela Copa do Brasil. Apesar disso, embora o calendário seja sacrificante, o Cruzeiro tem bom elenco e pode fazer um grande jogo no domingo, independentemente da condição física dos atletas - é o que garante Mano Menezes.

"Esse é outro aspecto (a condição física) que temos de levar em consideração. Jogamos na quinta. Agora, vem a conta e temos que saber pagar, nos sacrificar, tirar forças do grupo que temos. Tenho certeza que somos capazes disso", assegurou o treinador, em entrevista coletiva nesta sexta-feira.

Em segundo lugar no Campeonato Mineiro, com dois pontos atrás do Atlético-MG, o Cruzeiro tem a obrigação de buscar um bom resultado no domingo, segundo avaliação do treinador. "A gente sabe que não pode perder pontos por aí, porque já perdemos dois fora de casa e não queremos perder mais. Respeitamos todo mundo, mas vamos em busca dos três pontos no domingo."

Embora confiante, Mano ponderou que o futebol atual está muito competitivo. Assim, ele pediu um time cauteloso diante do América de Teófilo Otoni. "Os exemplos são ricos (de tropeços). No Brasil, o último ganha do primeiro toda hora. A gente não pode deixar isso acontecer nos 90 minutos, antes não se resolve nada, e depois dos 90 também não adianta chorar. Temos que fazer por merecer", completou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.