Vinnicius Silva/Divulgação
Vinnicius Silva/Divulgação

Mano Menezes acena com a presença de Thiago Neves no clássico com o Atlético-MG

Meia está se recuperando de estiramento muscular na panturrilha direita

Redação, Estadão Conteúdo

24 de janeiro de 2019 | 13h29

Após duas rodadas, o Cruzeiro está com 100% de aproveitamento no Campeonato Mineiro e é um dos líderes da competição - o outro é o Tupynambás, de Juiz de Fora. O técnico Mano Menezes aprovou a atuação da equipe nas vitórias sobre Guarani, em Divinópolis, e Patrocinense, em Belo Horizonte, mas já está com a cabeça voltada para o clássico deste domingo contra o Atlético-MG, às 11 horas, no estádio do Mineirão, pela terceira rodada.

O comandante cruzeirense acenou com a possibilidade da estreia do meia Thiago Neves nesta temporada - em recuperação de estiramento muscular grau 1 na panturrilha direita - e com o aproveitamento do meia-atacante Rafinha na função de David, que saiu de campo na partida de quarta-feira após sentir uma dor muscular.

"Vai ter um time bom em campo domingo, às 11 horas da manhã. O Rafinha corre pra caramba, vai estar aí para fazer a função do David, se ele não puder jogar. Temos a volta de Thiago (Neves), que podemos usar durante alguns minutos no clássico também", revelou Mano Menezes.

O técnico fez questão de elogiar as participações do volante Jadson e do lateral-direito colombiano Orejuela contra a Patrocinense. Segundo ele, esses jogadores mostraram potencial nesse primeiro compromisso e só têm a crescer com o melhor entrosamento.

"As estreias foram boas. Jadson iniciou com um pouquinho de dificuldades, depois cresceu e se encontrou no segundo tempo. Orejuela também foi bem. É um jogador audacioso, incisivo em termos de apoio e não é preguiçoso para voltar na recomposição, que é importante para quem ataca como ele ataca. A tendência é crescer na medida em que vamos crescendo mais, vão se conhecendo mais e achando o posicionamento certo para tirar o posicionamento certo. Todos foram bem de modo geral", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.