Nilton Fukuda/Estadão
Nilton Fukuda/Estadão

Mano Menezes admite que Jadson fez falta e diz que exagerou

Treinador foi expulso de campo antes do fim do primeiro tempo e assistiu jogo da tribuna

Raphael Ramos, O Estado de S. Paulo

09 de março de 2014 | 21h25

SÃO PAULO - Das cadeiras cobertas do Pacaembu, Jadson viu a falta que fez ao Corinthians neste domingo. Sem poder enfrentar o ex-clube, o meia acompanhou o clássico ao lado da torcida corintiana e assistiu a um time sem criatividade no meio de campo, que acabou perdendo para o São Paulo por 3 a 2.

Mano Menezes admitiu que Jadson, apesar de ter feito apenas cinco jogos pelo Corinthians, no Paulistão, desde que chegou do São Paulo, já é peça fundamental na equipe e, se tivesse jogado neste domingo, o resultado poderia ser outro.

"Tivemos dificuldade para jogar no meio sem o Jadson. Faltou dinâmica de jogo à equipe", disse o treinador. "O time não teve competência para chegar ao ataque como nos outros jogos", completou Mano, que escalou Renato Augusto como titular e o sacou no intervalo.

Com Jadson, o Corinthians estava invicto. Foram quatro vitórias e um empate. A reabilitação da equipe no campeonato coincidiu com a estreia do meia diante do Palmeiras (empate por 1 a 1). No próximo domingo, ele volta para enfrentar o Penapolense.

Mano espera que o Corinthians retome o caminho das vitórias para continuar vivo no Paulistão. "A classificação ainda está ao nosso alcance e nos obriga a vencer as duas últimas partidas. Precisamos ter outra postura, a mesma da recuperação que vínhamos tendo antes do clássico", avisou.

Além de lamentar a ausência de Jadson, o treinador reconheceu a sua parcela de culpa na derrota, ao ser expulso no primeiro tempo do clássico por reclamação. "Foi um exagero da minha parte, não vai acontecer mais", admitiu.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCorinthiansCampeonato Paulista

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.