Mano Menezes afirma que Corinthians não está abatido

Técnico acredita em vitória nesta terça-feira contra o Ceará; Dentinho e Chicão retornam de suspensão

Carmen Pompeu, O Estado de S. Paulo

21 de julho de 2008 | 19h15

O técnico Mano Menezes garante que a derrota para o Bahia, no último sábado, não abateu a moral do Corinthians. De acordo com o treinador, o time segue motivado na Série B do Campeonato Brasileiro, mas não vai descuidar do ataque do Ceará no jogo desta terça-feira, às 20h30, no Castelão. Veja também: Corinthians deve ceder Everton Ribeiro ao São Caetano Corinthians analisará projeto de estádio em agosto  No jogo contra o Bahia, comentou Mano, a equipe corintiana estava muito ansiosa para marcar e acabou levando. "Não tivemos a calma necessária para fazer o nosso gol", disse. "Mas vamos amadurecendo aos poucos, vamos aprendendo na própria competição para não errar de novo", avaliou Mano Menezes. Segundo ele, a derrota veio num bom momento, pois ainda há tempo para corrigir os erros. Contra o Ceará, Mano Menezes vai manter o esquema 4-4-2. O retorno dos jogadores Dentinho e Chicão, que voltam ao grupo após cumprirem suspensão, é a principal novidade na escalação definida durante treino desta segunda-feira no Estádio Alcide Santos, que pertence ao Fortaleza, arqui-rival do Ceará. Mano Menezes elogiou a qualidade dos dois jogadores, que, segundo ele, dão um caráter mais ofensivo ao time. Careca, que entrou no decorrer da partida contra o Bahia, também recebeu elogios do técnico e vai ter uma nova oportunidade no banco. A principal recomendação dada aos jogadores foi de não menosprezar o adversário. Mano Menezes lembrou que o Ceará possui o segundo melhor desempenho na competição, atrás apenas do próprio Corinthians. Determinou marcação forte em cima dos atacantes Luís Carlos e Vavá. E orientou a defesa a não brincar porque o gramado do Castelão ainda não está em boas condições. A ordem dada pelo técnico corintiano foi de "espanar" a bola.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.