Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Futuro incerto afastou Ganso da seleção, explica Mano

O técnico Mano Menezes usou a indefinição do futuro de Paulo Henrique Ganso no Santos para justificar, nesta quinta-feira, o fato de não ter convocado o meio-campista para os amistosos que a seleção brasileira vai realizar nos próximos dias 7 e 10 de setembro, contra a África do Sul, em São Paulo, e diante da China, em Recife. Há dois dias, o São Paulo fez uma proposta oficial pelo jogador, prontamente recusada pela diretoria santista.

AE, Agência Estado

23 de agosto de 2012 | 15h33

"Tive uma conversa com o Ganso quando fomos a Estocolmo (para o amistoso contra a Suécia, há uma semana). Penso, e disse isso a ele, que ele precisa tomar decisões com relação a ele mesmo. Essas indefinições estão o atrapalhando momentaneamente. Acreditamos nele. Acreditamos que, com essa definição - de ele ficar, sair, para onde ele vai -, com tranquilidade, ele volte a ser o jogador que queremos na seleção brasileira", explicou Mano Menezes.

Depois de passar por três cirurgias nos joelhos, Ganso caiu de rendimento no Santos e na própria seleção brasileira, perdendo a camisa 10 e a titularidade no meio-campo para Oscar. Nos últimos meses, cobrou do Santos um aumento salarial, no que não foi atendido. O grupo que cuida da sua carreira já disse que gostaria de negociá-lo com outro clube.

Perguntado se aconselharia Ganso a se transferir para o exterior em busca de experiência, tal como fez com Neymar, Mano Menezes se esquivou. "Acho que não é preciso sair do País para ter essas questões (táticas) desenvolvidas. Podemos ter mais ou menos acelerada, mas acho que para alguns vai ser importante as escolhas que fizerem. São escolhas pessoais, que vão certamente estar ligadas à mudança de comportamento nesses próximos meses e vamos estar atentos a essas mudanças", disse o técnico da seleção brasileira.

Com Ganso fora dos planos por enquanto, ficou aberta a possibilidade de Mano Menezes convocar outro jogador do Santos sem atrapalhar tanto Muricy Ramalho durante o Brasileirão. Chance para Arouca mostrar seu futebol pela primeira vez com a camisa do Brasil.

"Não é de hoje que pensava em trazê-lo pra seleção brasileira, mas algumas vezes foi impossível. Agora se abriu essa possibilidade", explicou o treinador, que convocou também Ramires e Paulinho para a mesma função. O outro santista convocado foi Neymar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.