Vinnicius Silva/Cruzeiro
Vinnicius Silva/Cruzeiro

Mano Menezes fecha treino do Cruzeiro e não revela substituto de Fred no clássico

Atacante sentiu lesão no duelo contra o Racing, pela Libertadores

Estadão Conteúdo

03 Março 2018 | 17h50

O Cruzeiro realizou na manhã deste sábado o último treino antes do clássico contra o Atlético-MG, marcado para este domingo, no estádio Independência, pela nona rodada do Campeonato Mineiro. A atividade na Toca da Raposa II foi fechada à imprensa e o técnico Mano Menezes não indicou quem serão os titulares.

+ Mano confirma volta de Fábio ao Cruzeiro no clássico contra o Atlético-MG

As principais dúvidas na escalação são do meio para frente. No ataque, o treinador cruzeirense ainda não definiu o substituto de Fred, que sofreu uma lesão na panturrilha direita nos minutos iniciais da partida contra o Racing, da Argentina, na estreia da Copa Libertadores. Rafael Sóbis e o jovem Raniel brigam pela vaga.

A outra incerteza está no meio de campo. Thiago Neves está recuperado dos problemas na perna esquerda e pode jogar. "Estou 100%. Pronto para jogar", garantiu o meia. Contra o Racing, Thiago Neves começou a partida entre os reservas e entrou no segundo tempo na vaga de Arrascaeta, que tem tido sequência como titular.

Se há dúvidas no campo ofensivo, na defesa estão garantidas as voltas do goleiro Fábio, do zagueiro Léo e do lateral-direito Edílson. Os dois últimos não enfrentaram o Racing por estarem suspensos pela Conmebol e o goleiro foi desfalque em razão da morte do pai, às vésperas da partida.

Com a derrota na Libertadores, Mano Menezes avaliou que o clássico será um teste importante para as ideias de jogo do Cruzeiro, que estava invicto e havia sofrido apenas um gol até a derrota na Argentina. "O que nós vamos ver agora, no clássico, é que se depois de uma derrota, a gente tem a persistência, tem a convicção das ideias. Depois da derrota é que elas são mais testadas e é isso que vamos fazer no clássico", disse o treinador.

Mais conteúdo sobre:
Cruzeiro Esporte Clube Fred Mano Menezes

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.