Mano não tem pressa para preparar o Corinthians

O técnico Mano Menezes não esconde que o Corinthians ainda precisa melhorar para estrear na Libertadores, no dia 24 de fevereiro, em condições de lutar pelo título do torneio continental, principal objetivo no ano do centenário. Porém, paciente, o treinador destacou que o time vai evoluir aos poucos.

ANDRÉ AVELAR, Agencia Estado

25 de janeiro de 2010 | 09h45

Na vitória de domingo sobre o Oeste por 2 a 1, os jogadores ainda demonstraram falta de um melhor preparo físico e, em determinados momentos, sofreram com a correria do adversário. Além disso, Mano Menezes ainda precisa corrigir o posicionamento defensivo, que falhou no gol do time adversário.

"A gente vai acrescentando devagar. Mas o mais importante é que conseguimos os três pontos, que é o que vale neste momento do campeonato", disse o técnico, feliz com a situação do Corinthians, que está na terceira colocação no Paulistão, com os mesmo sete pontos dos líderes São Caetano e Portuguesa.

Ronaldo e Roberto Carlos, inegavelmente as principais estrelas do time para temporada, ainda não estão confirmados para a partida contra o Mirassol, quarta-feira, no Pacaembu. Mano tem feito um esquema de revezamento dos jogadores até que eles consigam a forma ideal.

"Os dois dependem de como vai ser a semana. O Ronaldo tem que avançar na preparação. Ele tem que ter condição física cada vez melhor para executar seu futebol", disse Mano Menezes. "O Roberto [Carlos] se recupera bem, mas tem que aguardar", resumiu.

O lateral-esquerdo entende que tem que esperar a preparação durante a semana, mas garante que quer ir logo para mais uma partida com a camisa do Corinthians. "Vou me soltando pouco a pouco. O cansaço é normal porque nesse região de Araraquara faz muito calor, mas estou pronto e já vou falar com o professor para jogar na quarta-feira", disse Roberto Carlos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.