Diego Vara/Reuters
Diego Vara/Reuters

Mano Menezes nega rodízio no Palmeiras e diz que vitória evita pressão da torcida após clássico

Técnico acredita que torcedores não teriam tanta paciência depois da derrota para o Santos e explica mudanças no time

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

13 de outubro de 2019 | 14h39

O técnico Mano Menezes ficou aliviado após a vitória do Palmeiras sobre o Botafogo, sábado, no Pacaembu. Além dos três pontos, o resultado fez com que a pressão por parte da torcida fosse menor, uma vez que vinha de derrota por 2 a 0 para o Santos, om vaias e olé da torcida na Vila Belmiro. "Era um jogo que a gente saiba que trazia resquícios de quarta-feira, da nossa derrota para o Santos. O torcedor não teria paciência tão grande e a gente tinha de entender isso. Tínhamos de fazer o jogo a nosso favor e conseguimos construir muitas oportunidades. Daria para fazer uns 3 ou 4 a 0 sem exageros", comentou o treinador palmeirense.

Mano também deixou claro que tem a base de seu time definida e que não pretende fazer rodízios ou mudanças de um jogo para outro. "No futebol não dá para você dar vaga garantida para ninguém. No alto nível, o rendimento é determinante para as escolhas que o técnico faz. O que não pode acontecer é toda hora, com base numa atuação não muito boa, trocar todo mundo. Quem entra, às vezes, pode não ir tão bem. O treinador dá uma sequência para a equipe, mas tudo tem critério e que vale para todos os jogadores", explicou.

Com a vitória sobre o Botafogo, o Palmeiras completou a marca de 27 jogos invictos como mandante no Campeonato Brasileiro. Mais do que isso, chegou aos 50 pontos e reassumiu a segunda colocação, pelo menos provisoariamente. O time alviverde chegou aos 50 pontos, enquanto o Santos tem 48 após empate com o Inter, no Beira-Rio.

Para Entender

Programação de tv

Veja as principais atrações esportivas do dia

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.