Vinnicius Silva / Cruzeiro
Vinnicius Silva / Cruzeiro

Mano poupa Dedé e dá chance a Fabrício Bruno no Cruzeiro pela Libertadores

Classificado, time mineiro não entrará com força máxima para encarar o Emelec

Redação, O Estado de S.Paulo

07 de maio de 2019 | 22h48

Sem querer correr o risco de perder Dedé para as oitavas de final da Copa Libertadores, o técnico Mano Menezes decidiu dar uma chance a Fabrício Bruno no último compromisso do time na fase de grupos. Ele foi o escolhido pelo treinador para ocupar a vaga do titular no confronto desta quarta-feira com o Emelec, no Mineirão.

O Cruzeiro já está garantido no mata-mata da Libertadores e também assegurou o primeiro lugar do Grupo B, com 15 pontos somados em cinco jogos. Uma sexta vitória levará o time mineiro a ter a melhor campanha da fase de grupos, algo bastante valorizado por Fabrício Bruno, pois permitirá que a equipe seja mandante nos duelos de volta das próxima fases.

"Um jogo importante, ainda mais que pode garantir vantagem nas próximas fases, qualquer mínima vantagem é importante, decidir diante do torcedor. Vamos em busca do resultado positivo, justamente na frente do torcedor", disse o zagueiro.

De volta ao Cruzeiro após atuar por empréstimo pela Chapecoense em 2018 e 2017, Fabrício Bruno vem sendo reserva da dupla de zaga formada por Dedé e Léo, tendo atuado apenas cinco vezes nesta temporada. Mas ele garante que essa situação não o incomoda.

"Quando voltei, sabia que o clube estava bem servido. Sou fã e admirador do Leo e do Dedé. O Dedé, principalmente, sempre me dá muitas dicas, me ajuda bastante, instrui principalmente sobre bola parada. São dois vencedores e procuro aprender muito com eles. Vamos procurar dar sequência à campanha vitoriosa que estamos fazendo na Copa Libertadores", afirmou.

Além de Dedé, Mano deve poupar Fred contra o Emelec. Assim, o Cruzeiro deve atuar nesta quarta com a seguinte formação: Fábio; Edilson, Fabrício Bruno, Léo e Egídio; Henrique e Lucas Romero; Robinho, Rodriguinho e David; Sassá.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.