Divulgação
Divulgação

Mano relembra estágio e comemora contrato longo no Cruzeiro

Treinador começou em 1997, quando Paulo Autuori dirigia a equipe

Estadão Conteúdo

04 de setembro de 2015 | 14h40

Contratado como um dos treinadores mais valorizados do País, Mano Menezes já foi um estagiário. Dezoito anos depois de sua primeira experiência em um clube profissional, o técnico está de volta ao Cruzeiro, desta vez com uma enorme responsabilidade: evitar que o atual bicampeão brasileiro seja rebaixado.

"É um prazer assumir o comando técnico do Cruzeiro. É o clube que me proporcionou o primeiro estágio como técnico profissional de futebol, em 1997, quando estava aqui o Paulo Autuori e o Cruzeiro conquistou a Libertadores. Tenho uma relação de respeito e gratidão, o que esteve entre os motivos pelos quais assumi essa responsabilidade", explicou o treinador, nesta sexta-feira, em sua apresentação.

Mano Menezes sabe que o trabalho na Toca da Raposa não será pouco. "O Cruzeiro tem uma emergência para resolver", observou. "Ele (o Cruzeiro) não pode ficar na colocação que está no Brasileiro. Tem capacidade para ficar num lugar melhor. Eu costumo trabalhar com muita transparência com os jogadores. Vou falar com eles o que acho que aconteceu para, num curto espaço de tempo, resolver o que é emergencial."

Depois de iniciar a temporada com Marcelo Oliveira, demitir o técnico campeão brasileiro, contratar Vanderlei Luxemburgo e ficar com o treinador por apenas 19 jogos, o Cruzeiro agora aposta em um contrato longo com Mano Menezes, até o fim 2017.

"Um técnico não pode fugir de um desafio em um clube com a grandeza do Cruzeiro. Ainda mais com a possibilidade de fazer um trabalho longo, até 2017. Penso que é um tempo para fazer um bom trabalho. Em dois anos e quatro meses é possível construir algo importante."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.