Bruno Haddad/Cruzeiro
Bruno Haddad/Cruzeiro

Mano se diz surpreso com desempenho do Cruzeiro e pede calma com Fred

"A primeira parte me surpreendeu mais porque marcamos e sufocamos bem"

Estadão Conteúdo

18 Janeiro 2018 | 11h10

O técnico Mano Menezes ficou satisfeito com a atuação do Cruzeiro na estreia no Campeonato Mineiro. Após o triunfo por 2 a 0 sobre o Tupi, no Mineirão, o treinador exibiu aprovação e até surpresa pelo desempenho da equipe no primeiro tempo, ainda que os gols da partida de quarta-feira tenham saído apenas na etapa final.

+ Confira a classificação do Campeonato Mineiro

"Tínhamos um pouco de preocupação com a questão física. Uma equipe que tem nosso investimento tem a obrigação de ser melhor tecnicamente. Mas, duas semanas de treino é muito pouco para se igualar fisicamente com outras equipes que estão trabalhando bastante. A primeira parte me surpreendeu mais porque marcamos e sufocamos bem. Nos deu bastante posse e isso nos dá um descanso com a bola. O mérito foi dosar bem para terminar em boas condições", analisou.

O jogo de estreia do Cruzeiro na temporada atraiu grande apoio da torcida, tanto que o Mineirão recebeu 33.187 pagantes. Os cruzeirenses, porém, ainda não puderam ver o primeiro gol de Fred, principal contratação do time para a temporada 2018, no retorno ao clube. Mano, porém, gostou da atuação do atacante, mas também pediu calma com o jogador.

"Todo mundo sabe do histórico do Fred. É o cara que vai marcar gols pra gente em momentos importantes. Mas, às vezes, querem acelerar um pouco. A experiência ensina que não precisa disso. Naturalmente as coisas vão acontecer. Mas, Fred fez triangulações, pivô, participou dos gols. A equipe naturalmente vai encontrar os seus caminhos. Temos um time com poder de criação muito grande", projetou.

Mano também reconheceu que a diferença técnica entre os times deixava o Cruzeiro com a obrigação de vencer o Tupi, mesmo com o pouco tempo de preparação para a estreia. Mas ressaltou a importância da boa atuação para manter a torcida empolgada.

"Tínhamos uma obrigação grande de vencer. Conseguimos vencer e jogar bem, o que não é muito fácil para uma estreia com menos de 14 dias de treinamento. É outra questão que incentiva o torcedor a voltar na próxima partida. Fizemos 2 a 0 e criamos ao menos dez oportunidades boas de marcar. Tem a ver com a base que mantemos, uma ideia de trabalho com pequenas modificações e a qualidade dos jogadores, que é indiscutível", destacou.

Após iniciar o Campeonato Mineiro com vitória, o Cruzeiro voltará a jogar no próximo sábado, quando vai visitar a Caldense, em Poços de Caldas, pela segunda rodada do torneio estadual.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.