Mano tenta conter euforia no Corinthians após vitória

Depois da vitória por 3 a 1 sobre o Santos, neste domingo, o Corinthians pode até perder por dois gols, no Pacaembu, que ainda será campeão paulista. Mas o técnico Mano Menezes adotou uma postura cautelosa ao falar das chances da equipe.

AE, Agencia Estado

26 de abril de 2009 | 20h34

O comandante corintiano saiu-se com o discurso de que o título "está perto, mas ainda não garantido". Seu retrospecto à frente do Corinthians, porém, sugere o contrário. Em 95 jogos, ele nunca perdeu por três gols de diferença. "Lembro de um 3 a 1 para o São Caetano, outro 3 a 1 para o Goiás, e um 3 a 2 para o Noroeste", disse o treinador, com boa memória. "Mas isso foi numa época em que nosso trabalho ainda estava começando".

"Eu já estou no seleto grupo de treinadores do futebol brasileiro", disse Mano, ainda na Vila Belmiro, após a vitória no primeiro jogo da decisão. "O título é um diferencial para todo treinador, claro, e vamos trabalhar para conquistá-lo". Questionado se o Corinthians é hoje o melhor time do Brasil, Mano disse que não. Argumentou que esse é um rótulo "que muda muito de mãos, ou melhor, de pés, já que estamos falando de futebol".

O treinador também lembrou que o Corinthians quer faturar a Copa do Brasil, o que é um objetivo tão ou até mais cobiçado que o Paulistão. "Estamos trabalhando da mesma forma que fizemos no ano passado, quando chegamos à final [perdeu para o Sport]. Agora é tentar passar pelo Atlético-PR", disse.

O confronto com os paranaenses acontece na quarta-feira, em Curitiba. O técnico deu a entender que poupará titulares. O volante Cristian e o atacante Jorge Henrique saíram machucados e serão reavaliados na segunda-feira. O primeiro sentiu uma fisgada na coxa esquerda e o segundo, na direita. Além disso, Cristian será julgado nesta segunda pelo gesto obsceno que fez no jogo contra o São Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCorinthiansMano Menezes

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.