Alisson Guimarães/ Cruzeiro
Alisson Guimarães/ Cruzeiro

Mano vê Cruzeiro pressionado e admite necessidade de vencer o Coritiba

Time perdeu para a Ponte Preta nesta quinta e soma apenas 11 pontos no Brasileirão

Estadao Conteudo

23 de junho de 2017 | 18h10

A queda por 1 a 0 para a Ponte Preta em Campinas, na quinta-feira, acendeu o sinal de alerta no Cruzeiro. O time mineiro venceu apenas uma das últimas sete partidas disputadas na temporada e, por isso, até o técnico Mano Menezes admitiu nesta sexta-feira a pressão sobre ele e os jogadores.

"A pressão é interna porque a gente se incomoda quando o resultado não vem. Sabemos da importância dele para valorizar aquilo que estamos fazendo como atuação. A boa atuação é o caminho para a vitória, mas ela em si não resolve. Ela precisa dos três pontos para dar tranquilidade e aumentar a confiança da equipe, que precisa dar um salto que a gente sabe que ela pode dar" declarou.

Mano considerou que, apesar dos resultados, o Cruzeiro conseguiu boas atuações, como diante do Grêmio, no empate por 3 a 3 de segunda-feira. O próprio treinador, no entanto, admitiu que este não foi o caso contra a Ponte Preta. O desempenho abaixo do esperado só aumentou a necessidade de vencer o Coritiba neste domingo, no Mineirão.

"O próximo jogo é contra o Coritiba na nossa casa, e nós precisamos voltar a vencer em casa. Até fizemos um jogo bem jogado contra o Grêmio, mas empatamos. Então, o torcedor vai reconhecer se nós fizermos bom jogo contra o Coritiba, mas nós queremos a vitória", afirmou.

Apesar de admitir o mau momento do Cruzeiro, Mano descartou que o problema da equipe seja em relação ao comportamento. "Acho que a gente pode se incomodar quando não estamos nos comprometendo o suficiente para atingir o objetivo, que são as vitórias. E nossa equipe está se comprometendo. Não temos uma vírgula para reclamar deles (jogadores). Estamos todos imbuídos nesse objetivo."

Até por isso, o treinador se mostrou satisfeito com o trabalho dele e do elenco. "A gente conhece futebol o bastante para saber que se as atuações estão sendo boas, o resultado de vitórias é questão de tempo. Devemos insistir, devemos persistir e afirmar as coisas que estamos fazendo bem. É corrigir as coisas que precisamos melhorar que estaremos próximos de vencer", projetou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.