Alex Silva / Estadão Conteúdo
Alex Silva / Estadão Conteúdo

'Manter Hernanes é prioridade no São Paulo', diz Ricardo Rocha

Meiocampista está emprestado pelo Hebei Fortune, da China, até julho de 2018

Estadão Conteúdo

29 de dezembro de 2017 | 13h36

O novo coordenador técnico do São Paulo, Ricardo Rocha, já estabeleu a prioridade do clube no início de 2018: manter o meia Hernanes, que está emprestado pelo Hebei Fortune, da China, até a metade de 2018. O clube chinês já sinalizou que quer a volta de Hernanes no começo do ano que vem.

+ Novo dirigente do São Paulo, Ricardo Rocha cobra valorização da base

+ Após Ricardo Rocha, São Paulo aguarda resposta de Diego Lugano

"O mais importante é a permanência do Hernanes. É um jogador fundamental, sua chegada deu uma qualidade maior não só ao time dentro mas fora de campo, e isso é fundamental, a permanência do Hernanes. E é isso o que o Raí quer, está trabalhando em cima disso, o clube chinês quer levá-lo agora, mas ele tem contrato até o meio do ano. Mas o mais importante é que ele quer ficar", disse o novo coordenador do São Paulo ao programa "Redação SporTV" na manhã desta sexta-feira.

Rocha acredita, inclusive, que Hernanes ainda briga por uma vaga na seleção brasileira para a disputa da Copa da Rússia. "Tem chance por tudo o que ele jogou, e o Tite gosta dele, eu o vi dando entrevista outro dia falando que tem sete, oito posições abertas, e o Hernanes pode buscar essa posição se ele ficar no Brasil", opinou Ricardo Rocha.

Para o ex-jogador, o mais importante é o desejo do jogador. Segundo ele, Hernanes quer permanecer  no São Paulo. "Tenho certeza de que se ele ficar, claro que o torcedor quer, os dirigentes e todos nós, ele tem grandes chances de ir à Copa do Mundo. É um jogador espetacular, com qualidade técnica. Agora, é claro, ele também quer ficar, mas não depende só dele, ele tem um contrato na China. Mas o Raí já está conversando. Uma coisa o torcedor tem que saber: o Hernanes quer ficar. Isso é muito bom",  declarou Ricardo Rocha.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.