Maracanã vê duelo de opostos no banco

O São Paulo tem motivos de sobra para achar que sairá do Maracanã com bom resultado na partida deste domingo, às 16 horas, contra o Flamengo. A equipe paulista já conquistou 41 pontos no Brasileiro diante de 27 do adversário, tem como principal arma Luís Fabiano, artilheiro da competição, enquanto os rivais apostam na irregularidade de Fernando Baiano. E, no banco, contará com Roberto Rojas, técnico de melhor aproveitamento no clube desde a saída de Telê Santana, contra Oswaldo de Oliveira, que deixou o Morumbi desprestigiado, há pouco menos de três meses. Para não ser surpreendido, Rojas voltará a utilizar esquema cauteloso, o mesmo que fez do time o visitante mais eficiente da competição - ganhou os últimos 4 jogos na casa do adversário. A derrota de quinta-feira para a Ponte Preta, no Morumbi, não vai alterar sua filosofia. Por isso, mesmo com o provável retorno de Ricardinho, recuperado de contusão, a equipe deverá ter três volantes. Os bons resultados em sua curta carreira de treinador, que começou em 4 de maio, vêm dando confiança para que mantenha esquemas não tão convencionais. Muitos criticaram sua tática na derrota para a Ponte, mas ele não dá atenção. Em 15 jogos, obteve 10 vitórias, 3 empates e apenas 2 derrotas, o que significa expressivo aproveitamento de 73%. O badalado Oswaldo de Oliveira perde de longe nas estatísticas para chileno. Em 6 jogos, no Brasileiro, pelo São Paulo, que reencontrará pela 1.ª vez desde sua demissão, venceu 2, perdeu 2 e empatou 2, conseguindo apenas 44% dos pontos disputados. Oswaldo prefere evitar falar do São Paulo, mas nunca escondeu o aborrecimento pelo modo como foi dispensado. A vitória será forma de mostrar que tem competência para trabalhar em qualquer agremiação e de manter o Flamengo com aspirações no Brasileiro. "Aprendi bastante com o Oswaldo, principalmente com seu caráter", afirmou Rojas, que o substituiu. Os atletas tinham bom relacionamento com o técnico carioca e, antes do jogo, vão cumprimentá-lo. Mesmo os que foram prejudicados com seu esquema ofensivo, como Jean."É um grande treinador", disse Gustavo Nery. Rogério, suspenso, dará lugar a Roger. Júlio Santos, será substituído por Lugano ou Gustavo Nery, que pode ser recuado.

Agencia Estado,

27 de julho de 2003 | 09h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.