Maracanã vê hoje a final do interior

Sem animosidade e em clima de "festa do interior", Volta Redonda e Americano decidem hoje, às 16 horas, a Taça Guanabara, primeiro turno do Campeonato Carioca, no Maracanã. E se o time do Sul Fluminense aposta no ataque das "múmias" - os veteranos Túlio, de 35 anos, e Humberto, de 38 - para sair vitorioso, o rival de Campos tem como arma a consistência da equipe que totalizou o maior número de pontos da competição."Todos estão cientes de seu papel. Prontos e o clima é o melhor possível", disse o técnico do Volta Redonda, Dário Lourenço. "Vamos com a força máxima e confiante no ataque das múmias, formado pelo Humberto e Túlio."O experiente Túlio, durante a semana, manteve a característica de falastrão e procurou motivar ainda mais os companheiros. Prometeu muitos gols e o título para a torcida do Volta Redonda, que fretou cerca de 60 ônibus para ir ao Maracanã."O que tenho a dizer é que prometo gols, títulos. Agora, estamos acreditando no sonho da conquista e vamos para cima deles", disse Túlio, que, em seguida, elogiou o trabalho realizado nos clubes de menor investimento. "Essa final é um prêmio para os dois clubes. A diretoria paga em dia, tem estrutura e dá assistência médica, alimentar."Apesar da derrota para o Ipatinga (0 a 2), na quarta-feira, pela Copa do Brasil, o técnico do Americano, Rubens Filho, garantiu que os jogadores estão motivados e psicologicamente recuperados do insucesso. Para a decisão de hoje, o treinador ainda vai escolher quem fará a dupla de ataque com Butti.Marco Antonio e Washington disputam a vaga. Ambos atuam pelo mesmo lado do campo e são os artilheiros do time no Carioca, totalizando três gols cada. A tendência é a de que o técnico do Americano não altere a equipe e mantenha Marco Antônio, que tem iniciado as partidas.A união do Americano, a constância do ataque e defesa, que o fizeram ter o melhor saldo de gols da competição, são trunfos apontados pelo meia Índio para superar o Volta Redonda, a defesa menos vazada. "Estamos tranqüilos e unidos. Sabemos de nosso potencial e vamos buscar o segundo título (o primeiro foi em 2002)", frisou.

Agencia Estado,

20 de fevereiro de 2005 | 09h45

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.