Maradona acusa ex-empresário de traição

Diego Maradona acusou seu ex-empresário Guillermo Coppola de tê-lo traído, não pagando, como combinado, a pensão alimentícia de suas duas filhas e de uma menina de seis anos que a Justiça determinou que também é sua filha. Com isso, Maradona, que deu uma entrevista de Cuba a um programa de TV da Argentina, não pode entrar no país. A dívida é de US$ 130 mil.

Agencia Estado,

04 de março de 2004 | 18h16

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.