Maradona agradece ao goleiro pelo título

Torcedor mais ilustre do Boca Juniors, o maior ídolo do futebol argentino, Diego Armando Maradona, reapareceu neste domingo, em entrevista a uma rádio da Argentina, para comemorar o título mundial e parabenizar os jogadores do time."Sou a pessoa mais feliz do mundo por aquilo que jogou o Boca, que deu ao Milan uma lição de como jogar futebol. Os argentinos ganharam com personalidade", disse o craque, que hoje mora em Cuba.Maradona fez uma menção especial ao goleiro Roberto Abbondanzieri, herói da conquista do Boca ao defender os pênaltis dos milaneses Pirlo e Costacurta. "Quero agradecer a ele não só pelos pênaltis defendidos, mas pelo personalidade. Tenho que agradecer a Deus que Abbondanzieri é goleiro do Boca."Além de agradecer também aos jogadores Guillermo Barros Schelotto e Battaglia, que perdeu um pênalti, e ao presidente do Boca, Mauricio Macri, Maradona pediu ao técnico Carlos Bianchi que continue no comando da equipe em 2004.Há algumas semanas, ao responder sobre a possibilidade de dirigir a seleção da Argentina no futuro, Bianchi afirmou que estava mais próximo da aposentadoria do que de qualquer outro projeto.Além do técnico Carlos Bianchi, o título mundial do Boca consagrou o brasileiro Iarley, descoberto pelo treinador argentino ao marcar o gol da vitória por 1 a 0 do Paysandu sobre o time argentino em La Bombonera, na primeira partida das oitavas-de-final da Copa Libertadores deste ano.Ainda desconhecido da maioria dos brasileiros, Iarley deixou o Paysandu no meio do ano, durante o Campeonato Brasileiro, para defender a equipe comandada por Bianchi e, após belas atuações, virou titular, ídolo da torcida, campeão argentino e mundial. Tudo com a camisa 10, que já foi de Maradona.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.