Maradona ameaça deixar cargo no Boca

Há pouco menos de um mês no cargo, o astro argentino Diego Maradona já ameaça sair da vice-presidência da Comissão de Futebol do Boca Juniors. Tudo porque o ex-jogador não aceita as críticas que estão sendo feitas a ele por causa de suas viagens para o exterior. ?Se sou um estorvo, vou embora. Estão dizendo muitas coisas. Por mais que esteja fora do meu país, me chamem e falem comigo. Já armaram uma polêmica com o que disse sobre os prêmios. Dizem que penso como dirigente. É uma coisa de louco?, reclamou Maradona, em entrevista ao diário Olé. O presidente do Boca Juniors, Mauricio Macri, procurou defender Maradona. ?O desafio para que Diego trabalhe no clube e agregue sua experiência e projeção internacional segue sendo parte de nossa agenda. E continua com o mesmo entusiasmo?, disse o dirigente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.