Maradona: argentinos aprovam gol de mão

O site Clarin.com, do jornal "Clarín", o mais importante do país, causou polêmica nesta sexta-feira ao informar que uma enquete realizada entre quase 35 mil internautas havia indicado que 64% dos argentinos concordavam com a justificativa do ex-astro Diego Armando Maradona de ter realizado, de forma ilegal, com a mão esquerda, um decisivo gol contra a seleção da Inglatera na Copa do Mundo de 1986, no México. Na segunda-feira passada, Maradona fez uma enfática defesa desse gol, alegando que era totalmente justificado, pois havia sido infligido aos ingleses. "Ladrão que rouba ladrão tem cem anos de perdão", argumentou, em alusão ao "roubo" inglês das Ilhas Malvinas. O arquipélago foi arrebatado da Argentina em 1833, o que constitui uma ferida aberta no orgulho nacionalista argentino. Maradona confessou pela primeira vez e em público como fez o polêmico gol, em seu programa de TV "La Noche del Diez" (A Noite do Dez). Apenas 36% dos internautas criticaram a reivindicação de Maradona do controvertido gol, que ficou conhecido como "a Mão de Deus". Um dos principais analistas esportivos do país, o veterano Enrique Macaya Márquez, considera que "Maradona fez um embuste, mas tampouco é para condená-lo por isso. No entanto, festejá-lo e declará-lo orgulhosamente, tampouco é correto".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.