Tatyana Zenkovich/EFE
Tatyana Zenkovich/EFE

Maradona chega à Bielo-Rússia e assume presidência do Dínamo Brest

Neste primeiro dia no clube, o astro não deu sorte, pois o clube perdeu em casa para o Shakhtyor Soligorsk, por 3 a 1

Estadão Conteúdo

16 de julho de 2018 | 20h06

O ex-jogador argentino Diego Maradona assumiu nesta segunda-feira a presidência do Dínamo Brest, clube da primeira divisão da Bielo-Rússia. O craque foi anunciado em maio para o cargo, mas somente agora, após a Copa do Mundo, viajou para o país e foi oficialmente apresentado no cargo.

+ Maradona se oferece para treinar Argentina de graça

Maradona foi uma figura de destaque na Copa do Mundo. Após viajar para a Rússia como embaixador da Fifa, o craque se envolveu em polêmicas e chegou a ser repreendido pela entidade pelas críticas à arbitragem do torneio - posteriormente, reconheceu o erro e se desculpou.

Em suas primeiras palavras como dirigente do Dínamo Brest, Maradona exaltou o clube, a cidade e o presidente da Bielo-Rússia, Aleksandr Lukashenko. "Eu quero tirar uma foto com o Lukashenko. Espero que ele se torne nosso torcedor", declarou. "Eu posso viver na Bielo-Rússia, sem problemas."

Neste primeiro dia no Dínamo, Maradona não deu sorte. Afinal, o clube perdeu em casa para o Shakhtyor Soligorsk, por 3 a 1, nesta segunda, pelo Campeonato Bielo-Russo. O time nunca conquistou a primeira divisão do país e ocupa apenas a sexta colocação na atual edição do torneio, com 25 pontos após 16 rodadas disputadas.

"Dado o fato de que o chefe Diego vai viver em Brest, eu acho que as pessoas virão de todo o mundo para assistir aos nossos jogos", afirmou o diretor de desenvolvimento do Dínamo, Viktor Radkov. "Ele fez algumas exigências, mas todas elas foram razoáveis", considerou.

 

 

Tudo o que sabemos sobre:
futebolMaradona

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.