Maradona conta detalhes do gol de mão

O astro argentino Diego Maradona contou, nesta segunda-feira à noite, durante o programa de TV ?La Noche del 10?, mais detalhes sobre seu polêmico gol de mão feito contra a Inglaterra, nas quartas-de-final da Copa do Mundo de 1986, no México. E foi irônico ao afirmar: ?quem rouba um ladrão, tem cem anos de perdão?, numa alusão à Guerra das Malvinas entre ingleses e argentinos, quatro anos antes. Muito à vontade, Maradona não economizou palavras para contar como fez o gol que, depois, foi chamado de ?La Mano de Diós? (A mão de Deus). ?A todos os argentinos, quero falar uma coisa: eu quis fazer o gol com mão. Não iria conseguir tocar a bola com a cabeça, já que o goleiro inglês (Peter Shilton) era muito alto. Ele não viu nada e seus companheiros o avisaram?, contou. O argentino lembrou ainda de uma passagem engraçada na comemoração do gol. ?Percebi que o gol valeu quando vi o bandeirinha correndo para o meio do campo. Só que nenhum companheiro vinha me abraçar. Gritei para virem me abraçar, já que o árbitro poderia pensar em anular o gol?, divertiu-se Maradona, que recebeu em seu programa o tenista Guillermo Coria e o jogador de basquete Manu Ginobili, atualmente no San Antonio Spurs (campeão da NBA).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.