Maradona critica árbitro dinamarquês

Assim como fizeram alguns jogadores do Boca Juniors após a derrota para o Bayern de Munique na decisão do mundial interclubes, no Japão, o mais famoso torcedor da equipe argentina, Diego Armando Maradona, que assistiu ao jogo em Buenos Aires, culpou a arbitragem pelo resultado. ?Esta Intercontinental não era para o Boca porque já estava decidida pelo árbitro?, acusou o ex-jogador, que criticou o dinamarquês Kim Nielsen pela expulsão de Delgado e pela falta de rigor na hora de punir as faltas feitas pelo time alemão. ?O que fizeram com Riquelme foi uma vergonha.?Com a derrota para o Bayern nesta terça-feira, o Boca perdeu a chance de conquistar seu terceiro título mundial (ganhou em 77 e 2000) e igualar a marca do italiano Milan e dos uruguaios Nacional e Peñarol, os que mais venceram até agora. O gol de Kuffour na prorrogação ainda tirou a oportunidade do clube argentino de ser campeão dois anos seguidos, coisa que apenas Milan, Santos, São Paulo e Inter de Milão conseguiram fazer.Apesar dos protestos, Maradona reconheceu que essa equipe do Boca não era tão boa quanto a que ganhou do Real Madrid na Copa Toyota do ano passado, mas que mesmo assim ?morreu de pé?. Por isso, ele pediu que a torcida recepcione os jogadores como verdadeiros heróis do clube. ?Temos que recebê-los com todas as honras, por tudo o que estes jogadores e a comissão técnica fizeram pelos torcedores.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.