Maradona critica punição a Suárez: 'Quem ele matou?'

Atacante foi suspenso por nove jogos da seleção uruguaia, proibido de jogar futebol por quatro meses e ainda terá que pagar uma multa

Agência Estado

27 de junho de 2014 | 10h05

Ex-camisa 10 da seleção argentina e campeão da Copa do Mundo de 1986, no México, Diego Armando Maradona manifestou sua indignação com a suspensão imposta a Luis Suárez por ter mordido o zagueiro italiano Giorgio Chiellini, no jogo que selou a classificação do Uruguai às oitavas de final do Mundial.

O atacante do Liverpool foi suspenso de nove partidas pela seleção uruguaia, proibido de jogar futebol pelos próximos quatro meses e ainda terá de pagar uma multa de 100 mil francos suíços, aproximadamente R$ 247 mil.

"Sanção injusta, uma coisa da máfia. Incrível!", disparou o ex-treinador da seleção argentina, que dirigiu Messi, Tevez e companhia no Mundial da África do Sul, em 2010. Maradona tem sido uma figura crítica em relação à gestão e administração da Fifa.

"Quem pensam vocês pensam que são? Porquê? Quem ele matou? Porque não o mandam para Guantánamo?", questionou o astro em participação no canal venezuelano Telesur. Maradona ainda lamentou que o Uruguai tenha perdido "uma grande figura na Copa do Mundo. Luisito, estamos contigo!".

Luis Suárez deu uma mordida no ombro de Chiellini no duelo entre Uruguai e Itália, na última terça. A partida ainda estava empatada em 0 a 0, mas minutos depois o zagueiro Godín fez o gol que selou a vitória por 1 a 0 e a classificação uruguaia às oitavas de final. No sábado, a equipe enfrentará a Colômbia no Maracanã, já sem seu principal jogador.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.