Arquivo/AE
Arquivo/AE

Maradona deixa spa na Itália e volta para Argentina

Nesta quinta, ele convoca a seleção que irá enfrentar Gana, no próximo dia 30 em amistoso em Córdoba

Agencia Estado

23 de setembro de 2009 | 15h31

O técnico da seleção argentina, Diego Maradona, deixou nesta quarta-feira o spa onde se internou no último dia 15 para se submeter a uma dieta e exercícios físicos para reduzir o peso que ganhou nos últimos tempos.

Veja também:

linkArgentina mandará jogo em Buenos Aires

linkMessi reconhece que precisa melhorar

especialMapa - Os países que já garantiram vaga na Copa

Eliminatórias da Copa - tabela Classificação | lista Tabela 

especial ELIMINATÓRIAS - Mais no canal especial

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão

O treinador viajou para a Itália de forma inesperada na semana retrasada, surpreendendo até mesmo dirigentes da AFA (Associação Argentina de Futebol) em meio à crise que vive a seleção do país após duas derrotas seguidas nas Eliminatórias da Copa do Mundo, sendo uma delas para o Brasil, em solo argentino.

Depois do tratamento, Maradona tinha sua chegada na Argentina prevista para acontecer até no máximo nesta quinta-feira, quando convocará a seleção que irá enfrentar Gana, no próximo dia 30, em amistoso que será realizado em Córdoba. O confronto servirá de preparação para os dois duelos finais pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2010, contra Peru, em Buenos Aires, e Uruguai, em Montevidéu, nos quais o país tentará afastar o risco de ficar fora do Mundial.

Em sua estadia na Itália, Maradona nunca saiu do hotel que abriga o spa em que realizou seu tratamento e evitou o contato com a imprensa. No período, porém, o treinador amargou um encontro com a polícia local, que na última sexta-feira confiscou seus brincos de diamante por causa de uma dívida fiscal que ele contraiu nos tempos em que atuava como jogador na Itália. A polícia informou que Maradona entregou pessoalmente os brincos, avaliados em cerca de 4.000 euros.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.