Arquivo/AE
Arquivo/AE

Maradona deve deixar de pensar como jogador, diz Dunga

Técnico da seleção brasileira dá dicas a companheiro de profissão, que comanda a rival Argentina

EFE,

21 de abril de 2009 | 10h43

O técnico da seleção brasileira, Dunga, disse que seu colega argentino Diego Maradona deve "deixar de pensar como um jogador", segundo a edição de hoje do diário esportivo italiano La Gazzetta dello Sport.

"[Maradona, como técnico] Pode funcionar, mas ele deve ter atenção: é preciso que deixe de pensar como um jogador, é um processo que levou tempo para mim", assegurou.

Na entrevista, Dunga também comentou sobre a situação dos jogadores brasileiros na Itália, e disse que Ronaldinho Gaúcho está "um pouco triste" por não ser titular do Milan. "Os brasileiros não são do tipo que gostam de ficar no banco", apontou o treinador.

Dunga falou ainda sobre Kaká e Alexandre Pato, companheiros de Ronaldinho na equipe de Milão. Para o técnico da seleção brasileira, Kaká está "em um grande clube, que joga quase sempre a Liga dos Campeões, e tem o respeito de todos".

Alexandre Pato também recebeu elogios de Dunga, que disse que o momento do jovem atacante chegará, mas que agora Luís Fabiano está jogando "muito bem".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.