Hassan Ammar/AP
Hassan Ammar/AP

Maradona é acusado de agredir fotógrafo na Argentina

Polêmico ex-jogador teria dado pontapés em funcionário de revista que esperava o ídolo

AE-AP, Agência Estado

29 de julho de 2013 | 17h13

BUENOS AIRES - O ex-jogador Diego Maradona voltou a ser notícia na Argentina por envolvimento em uma confusão. Ele foi acusado por um fotógrafo de tê-lo agredido a pontapés na noite do último domingo, quando saia da casa de seu pai no bairro de classe média alta de Villa Devoto, em Buenos Aires.

Enrique Medina, fotógrafo de uma revista argentina, afirmou que estava esperando o ex-jogador quando Maradona se enfureceu com as fotos que haviam sido tiradas, deixou o carro em que estava e partiu para a agressão, atingindo Medina com dois chutes. O próprio fotógrafo admitiu que teve dificuldades para ficar em pé após ser agredido.

"Maradona é um burro, um ser primitivo. Me fez dobrar de dor", disse Medina, que já denunciou o ex-jogador por agressão à polícia local. "Quando o Diego me viu, tomou distância como se fosse cobrar uma falta e me deu um chute no testículo e depois outro na perna, que doeram muito."

Essa é apenas mais uma confusão de Maradona com a imprensa argentina, como em maio do ano passado, quando voltava ao país após uma viagem e, abordado por fotógrafos, lançou pedras na direção deles. O último trabalho do ex-jogador foi como treinador do Al Wasl, dos Emirados Árabes Unidos. Ele estava na Argentina por compromissos familiares e sociais.

Tudo o que sabemos sobre:
futinterfutebolMaradona

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.