Reuters
Reuters

Maradona é cotado para assumir a seleção da Bolívia

Segundo dirigente, ex-craque argentino foi oferecido para o cargo

O Estado de S.Paulo

13 de julho de 2016 | 11h09

Diego Maradona pode voltar a ser técnico de futebol. O maior ídolo do futebol argentino, que como principal trabalho como treinador dirigiu sua seleção na Copa do Mundo de 2010, foi oferecido para assumir a Bolívia, sem técnico desde a fraca campanha na Copa América Centenário.

"Um empresário me chamou para me oferecer Nery Pumpido e Maradona", disse Clíver Rocha, tesoureiro da Federação Boliviana de Futebol, em entrevista à emissora "El Deber Radio", destacando a possível contratação do também argentino Pumpido, campeão da Libertadores em 2002, sob o comando do Olímpia, do Paraguai.

A Bolívia procura um treinador há cerca de um mês, quando Julio César Baldivieso foi demitido após a equipe ter perdido todos os jogos na Copa América disputada nos Estados Unidos. Nas Eliminatórias, a seleção boliviana está na penúltima colocação, com apenas três pontos somados, mas ainda sonha em se classificar para a Copa do Mundo de 2018.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.