Henry Romero/ Reuters
Henry Romero/ Reuters

Maradona e Gallardo são isolados e podem 'desfalcar' Gimnasia e River Plate

Ambos tiveram contato com uma pessoa infectada pelo coronavírus e estão sob observação

Redação, Estadão Conteúdo

27 de outubro de 2020 | 13h47

Poucos dias antes do retorno do Campeonato Argentino, Diego Maradona e Marcelo Gallardo, técnicos da Gimnasia y Esgrima La Plata e do River Plate, foram isolados, nesta terça-feira, de forma preventiva porque estiveram em contato com uma pessoa infectada e outra com sintomas de covid-19. Os dois treinadores estão isolados em suas casas.

Maradona, que fará 60 anos nesta sexta-feira, mesmo dia em que planejava dirigir sua equipe, permanecerá confinado enquanto o Gimnasia estreia contra o Atlético Patronato, primeira partida oficial da primeira divisão argentina desde 16 de março, quando teve início a pandemia no país e o futebol foi uma das atividades paralisadas.

No último dia 12, Maradona teve uma perda na família, com a morte de Raul Machuca, de 77 anos, cunhado do astro, morto em decorrência do novo coronavírus.

Gallardo, por sua vez, tem se isolado de forma preventiva porque esteve em contato com uma pessoa que posteriormente testou positivo para covid-19. Depois que os resultados dos exames forem conhecidos, o River Plate vai determinar se Gallardo deve continuar isolado ou se poderá trabalhar na partida de domingo contra Banfield.

A última vez que Gallardo esteve com os jogadores foi no sábado durante o treinamento e, segundo versões da imprensa argentina, o contato com a pessoa infectada com o coronavírus ocorreu no mesmo dia à noite.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.