Maradona estréia na TV com o rival Pelé

Há um ano, o ex-astro do futebol, Diego Armando Maradona, lutava para desligar-se de sua dependências das drogas. Com mais de 120 quilos, delirando e sem poder concatenar duas frases com sentido, "El Diez" (O Dez) parecia um farrapo humano, indo de clínica em clínica pela capital argentina, para tentar sobreviver. Os médicos e analistas esportivos prognosticavam com pesar que o ex-jogador amargaria um lento declínio físico para o resto de sua vida. Mas, de lá para cá, "El Pibe de Oro" (O Garoto de Ouro), como é chamado por seus fãs, deu uma virada inesperada.Com 40 quilos a menos, com a mente clara e um sorriso permanente no rosto - como de um soldado que voltou vivo da batalha - Maradona volta à ativa hoje (segunda-feira) apresentando seu próprio programa de TV, "La Noche del Diez" (A Noite do Dez), no Canal Trece.A estréia de "A Mão de Deus" terá convidados especiais, como Pelé - seu eterno rival, e com quem fez as pazes recentemente - o jogador argentino Gabriel Batistuta, a tenista Gabriela Sabatini e o ator e amigo Ricardo Darín.Maradona não é unanimidade na Argentina, país propenso aos antagonismos. Tal como outro mito nacional, Evita Perón, Maradona é um semideus para uma parte da população, enquanto que outros setores o consideram um prepotente e péssimo exemplo para a juventude.Curiosidade mórbida em ver como está o homem que quase morreu o ano passado ou idolatria por aquele que é chamado popularmente de "Dios" (Deus), milhões de argentinos estarão hoje de olho no programa do Canal Trece. Nas instalações do próprio estúdio, na cidade de Martínez, na Grande Buenos Aires, mais de 200 jornalistas acompanharão o evento.O encontro com Pelé também desperta a curiosidade do público nativo, já que ao longo das últimas duas décadas, Maradona, na maior parte do tempo, dedicou-se a disparar ácidas farpas sobre o jogador brasileiro, acusando-o de trair suas origens e de ter se iniciado sexualmente "com rapazinhos". Pelé, em diversas ocasiões, retrucou criticando o argentino por ter afundado nas drogas. No entanto, quando o astro brasileiro deprimiu-se pela prisão de seu filho, Maradona, em vez de disparar sarcasmos, declarou seu enfático apoio a Pelé.No início do mês, especulava-se na capital argentina que Xuxa seria uma das convidadas do programa de Maradona. Em uma entrevista ao jornal "Clarín", publicada no dia 7 de agosto, referindo-se à participação dela no programa de "El Diez", ela afirmou que "Diego veio almoçar em casa quando esteve no Rio; por isso, será uma conversa de velhos conhecidos, e também com certeza vou apresentar canções do novo trabalho".No entanto, informações extra-oficiais posteriores indicaram que a cantora não pretendia aparecer no mesmo programa no qual estaria seu ex-namorado Pelé. Xuxa não comparecerá ao programa de Maradona. Ela se apresentará em outro, no Canal Nueve, no programa "Show Match", do apresentador Marcelo Tinelli, dedicado ao dia da criança, que na Argentina celebra-se nesta segunda-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.