Enrique Macarian/Reuters - 11/6/2010
Enrique Macarian/Reuters - 11/6/2010

Maradona evita comparações com Messi e provoca Pelé

'Por respeito a Lio [Messi], não digo se ele é melhor ou se fui eu. É preciso deixá-lo tranquilo', diz

EFE

29 de abril de 2011 | 10h04

BUENOS AIRES - Apesar de estar acostumado às comparações com Pelé e de dar declarações polêmicas sobre ter sido o melhor jogador de todos os tempo, Diego Maradona não se mostra tão combativo quando é questionado se já teria sido superado por seu compatriota Lionel Messi. Essa postura mais "humilde" do ídolo argentino ficou evidente em entrevista ao jornal Clarín, publicada nesta sexta-feira.

 

"Por que Maradona ou Messi? Eu fiz minha carreira e Messi está fazendo a dele. Será a história que vai decidir. No final das contas as pessoas verão quem foi o melhor: se Maradona ou Messi. Alguns gostarão mais de um do que do outro", disse o ex-jogador.

 

"Hoje não há Maradona ou Messi. Somos dois argentinos que pudemos vencer no futebol europeu, quando muitos outros nem cruzaram o rio da Prata. Por respeito a Lio [Messi], não digo se ele é melhor ou se fui eu. É preciso deixá-lo tranquilo", acrescentou.

 

Porém, como de costume, o eterno camisa 10 da seleção argentina não deixou de provocar Pelé. "Gosto muito de Lio e de suas atuações em campo. Somos ambos argentinos. Imaginem como estará o moreno (como costuma se referir ao Rei do Futebol)", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.