Alejandro Pagni/AFP
Alejandro Pagni/AFP

Leilão dos bens de Maradona arrecada R$147,6 mil; casa dos pais e BMW não são arrematadas

Cerca de 90 itens do astro argentino foram vendidos em acordo com os filhos para o pagamento de dívidas

Redação, AFP

04 de janeiro de 2022 | 15h02

O leilão internacional de bens do falecido astro argentino do futebol Diego Maradona, que foi prolongado até 31 de dezembro, encerrou com a maioria dos lotes vendidos. Segundo o organizador, Adrián Mercado, apenas uma casa e uma das duas BMW oferecidas não foram leiloadas. 

"A princípio, a única coisa restaria vender é uma das duas BMW, a mais cara, e a casa (dos pais no bairro de) Villa Devoto. No restante, tivemos ofertas, resta apresentar à juíza, faremos isso nos próximos dias", declarou Mercado à AFP nesta terça-feira. 

As ofertas devem ser aprovadas pela juíza Luciana Tedesco, responsável pela propriedade do astro argentino e que ordenou o leilão em um acordo com os cinco filhos para pagar despesas e dívidas fiscais.

Cerca de 90 bens de Maradona foram leiloados em 19 de dezembro em um leilão internacional online a cargo do Grupo Adrián Mercado Leilões, mas como vários lotes ficaram vagos, foi decidido estender o prazo para apresentação de licitantes até 31 de dezembro. As vendas somaram quase US$ 26 mil (cerca de R$ 147,6 mil na cotação atual), enquanto a casa e o automóvel são avaliados em US$ 1,42 milhão (cerca de R$ 8,6 milhões). 

A casa de Villa Devoto, na cidade de Buenos Aires, cuja base para leilão estava em US$ 900 mil (R$ 5,1 milhões). Trata-se de uma propriedade de 700 m2 cobertos e 500 m2 de parque que o '10' deu de presente aos seus pais e onde eles viveram por mais de 30 anos. Entre os bens mais caros, foi vendida uma outra BMW do ano 2016, cuja base era de US$ 165 mil (R$ 936 mil). 

Tudo o que sabemos sobre:
MaradonaBMWfutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.