Maradona mostra dedo do meio a presidente da associação argentina

O ex-campeão da Copa do Mundo Diego Maradona mostrou o dedo do meio ao presidente da associação de futebol da Argentina, Julio Grondona, ao vivo na televisão após o dirigente sugerir que a Argentina marcou contra o Irã porque Maradona, que traria azar à equipe, deixou o estádio.

REUTERS

22 de junho de 2014 | 16h11

A Argentina enfrentou dificuldades no sábado contra o Irã no Mineirão, em Belo Horizonte, com Maradona assistindo ao jogo nas arquibancadas junto com sua filha.

O campeão mundial de 1986 deixou seu lugar e saiu do estádio pouco antes do fim do jogo, perdendo o brilhante gol de Messi nos acréscimos, que deu à Argentina uma vitória de 1 x 0 e um lugar nas oitavas de final.

Em resposta às declarações de Grondona, Maradona se dirigiu à câmera do canal venezuelano Telesur, para quem ele trabalha como comentarista da Copa do Mundo, e ergueu o dedo do meio.

"Pobre estúpido. Isso é mérito de Lio Messi, não é porque eu havia ido embora", acrescentou.

(Reportagem de Karolos Grohmann)

Tudo o que sabemos sobre:
COPAMARADONADEDODOMEIO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.