'Maradona não estava pronto para ser técnico', diz Pelé

A eterna disputa entre Pelé e Maradona ganhou mais um capítulo. Em sua apresentação como comentarista do SBT para a Copa do Mundo da África do Sul, o ''Rei do Futebol'' afirmou que o argentino ainda não estava pronto para ser treinador.

ANDRÉ RIGUE E NATHALIA GARCIA, Agência Estado

31 de março de 2010 | 13h00

"O Maradona foi mordido, né?", brincou Pelé, em relação ao fato do treinador da Argentina ter sido mordido, no rosto, por seu cachorro. "Ele (Maradona) não estava preparado para ser técnico, mas também não tem culpa pelo que aconteceu até agora".

Embora tenha contestado a capacidade de Maradona como treinador, Pelé colocou a Argentina entre as favoritas do Mundial de 2010. "No entanto, a Argentina merece respeito sim. É uma seleção forte e tem tradição na Copa", avaliou.

Pelé também destacou outras forças do futebol europeu. "Alemanha, Inglaterra e Itália também sempre aprontaram. Os italianos geralmente começam mal o Mundial e ninguém aponta eles como favoritos. Mas no final sempre chegam. Então acredito que essas seleções também podem brigar para estar entre as quatro finalistas com Brasil, Espanha e Argentina".

Sobre o trabalho do técnico Dunga, Pelé afirmou que o treinador merece um voto de confiança. "Muitas vezes os jogadores não aparecem na hora certa. No ano passado, o Ronaldinho estava mal, e o Dunga fechou o grupo. O próprio Neymar apareceu agora, mas não acredito que seja convocado. É o estilo do Dunga."

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPeléCopa do Mundo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.