Maradona pede ajuda divina para salvar Argentina

Pressionado pelos maus resultados da seleção argentina, que ameaçam até a classificação para a Copa de 2010, Maradona pediu ajuda divina nesta terça-feira. "Deus me salvou muitas vezes. Espero que me salve agora também", afirmou o treinador, lembrando dos problemas de saúde que teve no passado, quando quase morreu.

AE, Agencia Estado

29 de setembro de 2009 | 21h23

Nesta quarta-feira, a Argentina faz um amistoso contra Gana, na cidade de Córdoba. Maradona irá utilizar o jogo para observar alguns jogadores para formar o grupo que disputará as duas últimas rodadas das Eliminatórias da Copa - recebe o Peru em 10 de outubro e visita o Uruguai quatro dias depois.

Atualmente, a Argentina ocupa apenas o quinto lugar nas Eliminatórias, sendo que apenas as quatro primeiras colocadas garantem vaga direta na Copa - quem ficar na quinta posição terá de disputar a repescagem contra uma seleção da Concacaf. Por isso, os argentinos precisam ganhar os dois últimos jogos.

"Franceses, italianos e alemães me disseram que uma Copa sem a Argentina não teria o mesmo brilho. E eu respondi para eles ficarem tranquilos, porque a Argentina estará no Mundial", contou Maradona, que perdeu os últimos três jogos que teve no comando da seleção, para Equador, Brasil e Paraguai.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolArgentinaMaradona

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.