Maradona reage e já caminha pelo quarto

Um aplauso retumbante por parte dos fãs recebeu nesta quarta-feira o comunicado oficial da Clínica Suíço-Argentina que indicou que o ex-astro do futebol, Diego Armando Maradona, já caminha pela sala da UTI. Maradona completou nesta terça-feira 11 dias internado. Segundo o boletim, seu quadro clínico mantém-se estável. Os médicos registram significativas melhorias no funcionamento do coração e pulmões.A clínica explicou que "El Diez" alimenta-se bem, ingerindo purê de abóbora. Mas, apesar da melhoria, ele continuará na UTI. Informações da família do ex-jogador indicaram que ele ficou "muito emocionado" pelas imagens que viu na TV da fachada da clínica, coberta totalmente pelas fotos e imagens que os fãs coloram ao longo dos últimos dias. Calcula-se que existam quase mil papéis de todas as dimensões afixadas nas paredes, junto com os recados desejando uma imediata recuperação.A idolatria por Maradona - em alguns setores da sociedade argentina - não tem limites. Uma fã, que veio da província do Chaco, deixou sua cruz de prata pendurada de uma das colunas da entrada da clínica, junto com uma imagem da Virgem Maria.As centenas de recados e imagens de Maradona que estão sendo coladas nas paredes da clínica desde o domingo 18 de abril serão removidas quando "El Diez" deixe o hospital. Esses recados serão integrados ao patrimônio do "museu itinerante Diego Maradona". Depois que Maradona recuperou a consciência na segunda-feira, a pergunta dos fãs deixou de ser "como ele está?" para "quando ele sairá do hospital?".O presidente Néstor Kirchner também teve tempo para preocupar-se por Maradona. Nesta quarta-feira, seu porta-voz, Miguel Núñez, telefonou à ex-esposa do ex-jogador, Claudia Villafañe para dizer que "El Pingüino" - como é conhecido Kirchner - estava "alegre" pela recuperação do ex-astro. Claudia lhe contou que "Diego está com excelente ânimo e já caminha".Cubanos - Até o fim desta semana chegaria a Buenos Aires uma comitiva de médicos cubanos com a intenção de levar Maradona novamente à ilha caribenha. O ex-astro esteve realizando um tratamento em Cuba contra a dependência das drogas desde fevereiro do ano 2000.No entanto, esse tratamento sempre foi encarado com ceticismo em Buenos Aires, onde se considera que a única vantagem de estar em Cuba é que Maradona teria menos "tentações" do que na capital argentina, onde seus "amigos" lhe oferecem constantemente drogas, mulheres e bebidas.Marrocos - Até a tarde desta quarta-feira os médicos ainda não haviam confirmado se permitiriam que Maradona assistisse pela TV o jogo da seleção argentina contra o Marrocos. Na segunda-feira, "El Diez" havia expressado seu intenso desejo de ver o certame. O desejo tem um motivo especial: esta é a primeira vez desde abril 1994 que as duas seleções se confrontam. Na última ocasião, o próprio Maradona participou do jogo, realizado na cidade de Salta, no norte da Argentina. Esse foi um dos últimos jogos de "El Diez" com a camiseta de seu país. Poucos meses depois, Maradona enterrou sua carreira na seleção ao não passar pelo teste antidoping realizado durante a Copa do Mundo dos EUA.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.