Maradona segue com estripulias em chácara

Uma infecção pulmonar ainda não eliminada e um coração que só funciona a pouco mais de 30% de sua capacidade não foram um empecilho para que nos últimos cinco dias o ex-astro do futebol, Diego Armando Maradona, ostentasse uma hiper-atividade fora do normal. Tal como a canção de Ricky Martin, "Living la vida loca", o polêmico ex-jogador não pára um minuto.Na quinta-feira passada de manhã ainda estava na UTI da clínica Suíço-Argentina. Fontes médicas da clínica informaram à Agência Estado que "El Diez" - que havia acordado poucos dias antes, saindo do estado de inconsciência - já estava "insuportável".Segundo as fontes, Maradona, além de jogar os pratos de comida indicada pela dieta no chão, esperneou até conseguir uma bola de futebol. Junto com um amigo, o ex-jogador Ricardo Bochini, jogou uma brevíssima "peladinha" dentro da própria UTI, para desespero dos médicos. Mas, na própria quinta-feira à tarde, o ex-jogador saiu repentinamente da clínica onde havia sido internado no dia 18 de abril.Como muitos analistas esportivos indicam "Maradona voltou a ser Maradona". Sua agenda esteve carregada como se fosse um super-star em plena atividade: deu uma entrevista (durante a qual pronunciou frases incompletas com a voz embrulhada) à uma das divas da TV argentina, jogou golfe (sem camiseta, no frio de 15 graus Celsius), disparou fogos de artifício e vibrou com diversos jogos de futebol que assistiu pela TV.A dieta ficou de lado há vários dias. Em vez de quantias com parcimônia de purê de abóbora e salada, o ex-jogador está devorando sanduíches e churrasco. No fim de semana, Maradona esteve a ponto de levar suas duas filhas adolescentes à discoteca Sunset - um dos points de Buenos Aires - mas foi impedido a último minuto por seu médico pessoal, Alfredo Cahe.Todos os dias diversos amigos vão à chácara para visitar o ex-jogador. Essa é parte da estratégia de seu médico que - junto com a família de "El Diez" - pretende distraí-lo para que não caia novamente na tentação de consumir drogas.Nesta segunda-feira, acordou antes das 7 horas e pouco depois já estava caminhando pelos jardins da chácara. O ex-astro - que costuma ser irritadiço com o assédio da imprensa - distribuiu croissants entre os jornalistas que fazem plantão na porteira da chácara. Mas, não quis falar com eles, recusando com um gesto amável os pedidos de entrevistas. Os jornalistas puderam ver a dificuldade de Maradona para caminhar, devido à sua obesidade.Além deles, dezenas de fãs fazem plantão na entrada da chácara. Como se fosse um piquenique no campo, os fanáticos instalam-se com cadeiras, marmitas, enquanto bebem chimarrão esperando que seu ídolo apareça para fazer uma rápida foto que servirá como lembrança para colocar em cima do criado-mudo ou como troféu para exibir perante os amigos.Cuba - Não se descarta que o ex-astro viaje ainda nesta terça-feira a Cuba. Na ilha caribenha, o spa de La Pradera - onde ele esteve realizando um tratamento contra a dependência das drogas nos últimos quatro anos - está sendo tudo preparado para receber "El Diego". O ex-jogador voltaria - por breves horas - para o aniversário de 15 anos de sua filha mais jovem, Gianinna, no dia 21.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.