Marcelinho aterroriza o Fluminense

O goleiro Kléber deu o alerta aos colegas de defesa: evitar faltas na entrada da área a todo custo. O recado acabou sendo extensivo aos jogadores de meio e de ataque, que voltam para ajudar na marcação. O meia Marcelinho, do Vasco, é o principal temor do Fluminense para a partida que decidirá o título do Campeonato Carioca, neste domingo, às 17 horas, no Maracanã. O Fluminense precisa vencer por diferença de dois gols - perdeu no primeiro jogo por 2 a 1. Kléber, um dos melhores do Tricolor na competição, era um dos mais falantes no treino final da equipe, nesta sexta-feira, nas Laranjeiras. ?Onde houver um do Vasco, deve haver dois do Flu. Temos que nos superar e tomar a iniciativa de partir para o ataque, a fim de tirar a diferença." O técnico Renato Gaúcho também endossou as palavras de Kléber. Pediu atenção redobrada próximo da área da equipe. Falta só como último recurso. Tudo isso por respeito à capacidade de Marcelinho nas cobranças. O Fluminense deve atuar com o lateral-direito Jancarlos e o meia Carlos Alberto. Os dois chegaram terça-feira da Malásia, onde estavam a serviço da seleção sub-20. Cansados, participaram parcialmente da primeira partida. Antes da viagem para a Ásia, eles eram titulares da equipe. Carlos Alberto foi substituído por Djair, que acabou se destacando durante a ausência do companheiro. Jancarlos cedeu a vaga para o meia Zada. Apesar de improvisado, o atleta se saiu muito bem. ?Vontade é o que não falta para jogar, vencer e conquistar o título", afirmou Jancarlos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.