Marcelinho encontra a paz no Vasco

Aos 31 anos, o meia Marcelinho Carioca parece ter encontrado a paz no Vasco. Em dois meses de clube já virou ídolo dos torcedores e até dos dirigentes e companheiros que garantem: "Aqui, até agora, ele não nos deu problemas". O que faz esquecer aquele jogador rebelde, responsável por títulos e algumas crises no Corinthians. Marcelinho Carioca também não economizou nas palavras para demonstrar o bom momento na equipe. "O ambiente no Vasco é sensacional, maravilhoso e os atletas se sentem felizes. O que mais prevalece é a harmonia entre nós e a família que formamos", contou. E motivos são o que não faltam para Marcelinho Carioca se sentir feliz no Vasco. Com a transferência do meia Petkovic para a China, o ex-corintiano passou a ser a principal referência do time. É o responsável pelas cobranças de faltas, escanteios e armação das jogadas da equipe. Enfim, tudo está como Marcelinho Carioca gosta e até beijar a camisa do Vasco, o que se recusou a fazer quando foi apresentado em 7 de janeiro deste ano, ele já fez - o gesto foi exibido pela TV na primeira partida da final do Campeonato Carioca. Diante de tamanha satisfação, neste domingo, no dia da decisão contra o Fluminense, ele prometeu muita garra e determinação em campo. "Chegar a uma final é sempre prazeroso e gratificante. Sinal de que o trabalho foi bem feito", disse Marcelinho Carioca. "O grupo está alerta e ciente do que tem que fazer."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.