Marcelinho ganha mais uma na Justiça

O atacante Marcelinho conseguiu nesta quarta-feira uma nova vitória na batalha jurídica que trava contra o Corinthians. Uma semana depois de ver ameaçada sua transferência para o Gamba Osaka, do Japão, o jogador teve restabelecido pela Fifa o direito de atuar pela equipe japonesa. De acordo com o advogado do atleta, João Paulo Morello, a entidade que comanda o futebol mundial reconheceu a legitimidade da transferência e garantiu que Marcelinho está autorizado a continuar no Japão. Segundo ele, o parecer da Fifa torna a transferência ?irreversível?.Morello conta que a decisão teve como base o artigo 8º do estatuto da própria Fifa, segundo o qual ?uma transferência internacional uma vez consumada, é irrevogável?.Há uma semana, o juiz 74ª Vara do Trabalho de São Paulo, Manoel Antonio Ariano, deu parecer favorável ao Corinthians ao estipular uma indenização de aproximadamente R$ 5 milhões pelo rompimento do contrato. Assim que a decisão foi tomada, os advogados do jogador fizeram uma petição ao juiz. Queriam saber se a sentença impedia ou não Marcelinho de jogar em outra equipe. No despacho, Ariano deu razão ao atleta. ?É obvio que a sentença não proíbe o atleta de trabalhar para qualquer outra agremiação, seja qual for a leitura que se faça dela?, escreveu. De posse desse parecer, os advogados recorreram à Fifa, que garantiu a transferência.?Desde o primeiro momento dissemos que o Corinthians e a CBF estavam sendo precipitados, ao dizerem que o atleta estava impedido de atuar?, argumentou Thomas Bradfield, também advogado de Marcelinho. A decisão que dá ao Corinthians o direito de receber uma indenização de aproximadamente R$ 5 milhões pelo rompimento de contrato está mantida. O jogador, no entanto, promete recorrer.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.