Washigton Alves/Vipcomm
Washigton Alves/Vipcomm

Marcelo afirma que Cruzeiro tem 'objetivo maior'

Treinador reprova o desempenho do time no primeiro tempo

AE, Agência Estado

14 de outubro de 2013 | 08h48

BELO HORIZONTE - O técnico Marcelo Oliveira lamentou a derrota do Cruzeiro por 1 a 0 para o Atlético Mineiro, domingo, no Estádio Independência, pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro, mas tratou de destacar que o tropeço, o segundo consecutivo, não pode tirar o foco do time, que está na conquista do título nacional. "Queríamos ganhar, mas nós temos um objetivo maior que é o título e nós temos que estar mobilizando novamente os jogadores, porque perdemos duas partidas seguidas. Vamos ter um jogo fundamental na quarta-feira e temos que estar bem mobilizados para esta partida", disse.

Marcelo também analisou a atuação do Cruzeiro no clássico e reprovou o desempenho do time no primeiro tempo. "Eu não gostei do primeiro tempo, porque nós erramos muito passe, marcamos mal,flutuou muito a marcação. Esse campo aqui que embora tenha as mesmas dimensões (do Mineirão), acontece muito jogo de segundo bola e a gente estava perdendo todas. Disputava-se uma bola e ela caia no pé do Atlético-MG", afirmou. Para o treinador, o time melhorou na etapa final, mas reconheceu que não foi suficiente para conter o Atlético-MG, que definiu a sua vitória com o gol marcado por Fernandinho aos 40 minutos do segundo tempo.

"Houve essa cobrança e acho que até melhoramos no início do segundo tempo, tendo uma chance clara, em uma tabela com o Goulart. Jogamos melhor no segundo tempo, mas não foi o suficiente", completou. Apesar da nova derrota, o Cruzeiro segue na liderança folgada do Campeonato Brasileiro, com 59 pontos e 10 de vantagem Botafogo e Grêmio, segundo e terceiro colocados, respectivamente. O time volta a entrar em campo na próxima quarta-feira, às 19h30, quando vai receber o Fluminense, no Mineirão, pela 29ª rodada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.