Marcelo celebra nova vitória do Cruzeiro nos EUA

O Cruzeiro venceu seu terceiro amistoso nos Estados Unidos e manteve os 100% de aproveitamento na excursão pelo país na noite da última sexta-feira. Após dois triunfos contra o Miami Dade, desta vez a equipe enfrentou um adversário teoricamente mais difícil, o América do México, mas mesmo assim fez 5 a 3 no estádio Cotton Bowl, em Dallas.

AE, Agência Estado

28 de junho de 2014 | 07h26

Apesar do resultado, o Cruzeiro saiu atrás na partida e precisou correr atrás do placar. Os gols de Ricardo Goulart, Alisson e Everton Ribeiro fizeram a equipe ir para o intervalo com vantagem de 3 a 1. Marcelo Moreno ampliou logo no início do segundo tempo, o América chegou a assustar ao marcar dois gols seguidos, mas Willian deu tranquilidade e garantiu a vitória.

O técnico Marcelo Oliveira elogiou o desempenho da equipe e só reclamou do gol levado no início da partida. "Vou cobrar o gol relâmpago no início de jogo, a gente precisa estar atento a isso, porque um descuido desse pode mudar um rumo de uma partida. Mas achei que o time reagiu bem, não se desesperou e encaixou bem a marcação. O time deles jogava com três zagueiros, o que nos deu problema, mas depois entendemos como eles estavam jogando e passamos a marcar mais."

Como tem feito nos EUA, Marcelo Oliveira aproveitou para rodar bastante o elenco e escalou a equipe com: Fábio; Ceará (Alex), Manoel, Léo e Egídio (Samudio); Henrique (Willian Farias), Lucas Silva (Nilton), Everton Ribeiro (Tinga), Ricardo Goulart (Marlone) e Alisson (Willian); Marcelo Moreno (Marquinhos).

O treinador chegou ao centésimo jogo pelo Cruzeiro, com aproveitamento de 74,33%, e celebrou a marca. "Isso é fruto de um trabalho em conjunto com a diretoria sempre atenta, sempre próxima, com a comissão técnica que veio comigo e com aqueles profissionais que já estavam no clube. Tivemos os jogadores entendendo o recado e buscando trabalhar com alegria e muito comprometimento, mas temos uma longa caminhada no Campeonato Brasileiro."

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCruzeiroamistoso

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.