Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE
Vítor Silva/Botafogo
Vítor Silva/Botafogo

Marcelo Chamusca cobra evolução do Botafogo após derrota em casa para o Vasco

Treinador aponta dificuldade de criação dos dois lados do clássico; partida final acontece no próximo sábado, às 15h05, em São Januário

Redação, Estadão Conteúdo

16 de maio de 2021 | 14h36

Pressionado no cargo, Marcelo Chamusca voltou a cobrar evolução do Botafogo, desta vez após a derrota para o Vasco por 1 a 0, no Engenhão, pelo confronto de ida da final da Taça Rio. O técnico disse que a partida foi muito equilibrada e que até por isso os dois times pouco criaram para construir um placar mais elástico. Mesmo assim, ele admitiu que o elenco precisa evoluir.

"Se você pegar os números, vai ver que foi uma partida em que os dois times finalizaram muito pouco. Um confronto de bastante intensidade e marcação. Mas isso não tira a nossa responsabilidade de evoluir", disse o treinador.

O comandante botafoguense comentou que tem trabalhado durante todas as semanas para melhorar o entrosamento e principalmente a questão da efetividade dos jogadores ofensivos.

"A gente trabalha no sentido de dar mais entrosamento ao time e tranquilidade para que os homens de frente tenham condições de marcar. O que eu acho que dificulta é que estamos falando de jovens que algumas vezes ficam ansiosos e se atrapalham nas ações em campo", completou o treinador, evitando caça às bruxas ou condenar um jovem por erro. Nada de queimar quem ainda está no começo da carreira.

Com o revés para o Vasco, o Botafogo terá de vencer por ao menos 1 a 0, no duelo de volta, no próximo sábado, às 15h05, em São Januário, para levar a decisão aos pênaltis. O campeão da Taça Rio fatura a quantia de R$ 1 milhão e o Botafogo ainda acredita em reviravolta na decisão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.