Tiago Caldas / Náutico
Tiago Caldas / Náutico

Marcelo Chamusca faz acordo e deixa o comando do Náutico após apenas seis jogos

Treinador já havia sido demitido pelo Botafogo no começo da Série B do Brasileirão

Redação, Estadão Conteúdo

22 de setembro de 2021 | 12h20

A diretoria do Náutico anunciou, na manhã desta quarta-feira, a saída do técnico Marcelo Chamusca. O substituto de Hélio dos Anjos não conseguiu fazer o clube pernambucano jogar e caiu um dia após a derrota para o ameaçado Londrina por 2 a 1, em pleno estádio dos Aflitos, no Recife, pela 25.ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

"O Clube Náutico Capibaribe informa que Marcelo Chamusca não é mais técnico do Náutico. A saída foi selada nesta quarta-feira e em comum acordo. Também deixam os Aflitos o auxiliar Caio Autuori e o preparador físico Roger Gouveia. Agradecemos a todos os serviços prestados e desejamos sucesso na sequência da carreira", disse a nota alvirrubra.

Essa é a segunda vez que Marcelo Chamusca deixa um clube da Série B. Ele já havia sido demitido do Botafogo. Assim como no clube carioca, o treinador não deixará saudade em Pernambuco. Foram apenas seis jogos e um mês de trabalho com três derrotas, dois empates e uma vitória na estreia. O Náutico não vence há cinco rodadas e despencou para o oitavo lugar com 35 pontos.

Enquanto não fecha com um novo treinador, Levi Gomes, auxiliar técnico fixo, assumirá o time interinamente. Nesta sexta-feira, o Náutico visitará o Remo no estádio Baenão, em Belém, pela 26.ª rodada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.