Marcelo exalta peso de vitória e liderança do Cruzeiro

Depois de ver o Cruzeiro vencer o Internacional por 3 a 1, neste domingo, em Caxias do Sul, o técnico Marcelo Oliveira exaltou o peso que o triunfo teve para a equipe mineira, agora líder isolada do Campeonato Brasileiro. O treinador festejou a chegada ao topo, assim como destacou o rival gaúcho como um adversário direto na luta pelo título nacional.

AE, Agência Estado

26 de maio de 2014 | 11h05

"Vitória importantíssima e fundamental na nossa trajetória, na nossa caminhada. Dificilmente outros times vão ganhar do Internacional aqui dentro. Ganhamos de uma equipe que é concorrente direta ao título", afirmou o comandante, para em seguida conter a euforia e já começar focar a partida desta quarta-feira, contra o Corinthians, no Canindé, pela oitava rodada do Brasileirão.

"(O campeonato) está muito embolado, as equipes estão jogando muito bem e o Cruzeiro precisa estar muito forte, muito consistente e bem equilibrado, igual foi hoje (domingo), entre defesa e ataque, para que possa ir somando pontos e virar essa parada para a Copa do Mundo entre os primeiros", projetou Marcelo Oliveira, se referindo ao fato de que o Brasileiro sofrerá uma pausa após a sua nona rodada, marcada para o próximo final de semana.

Após encarar os corintianos, os cruzeirenses terão pela frente o Flamengo, domingo, em Uberlândia. E em nenhuma destas duas partidas o time poderá contar com o atacante Marcelo Moreno, que no último domingo assumiu a artilharia isolada da competição nacional, com cinco gols. Ele terá de se apresentar à seleção boliviana nesta segunda-feira, visando o amistoso de sexta contra a Espanha, em Sevilha, onde os campeões mundiais usarão o confronto como preparação para a Copa. E Moreno não voltará em seguida ao Brasil porque no dia 6 os bolivianos pegarão a Grécia, outra seleção que está no Mundial, em amistoso em Nova York.

"Infelizmente vou deixar o Cruzeiro, mas estou feliz pela convocação, vou defender o meu país. Tenho muito orgulho por isso e vou tentar fazer grandes jogos, porque a gente vai enfrentar duas seleções que vão vir para o Mundial", disse Moreno.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCruzeiroMarcelo Oliveira

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.