Divulgação
Divulgação

Marcelo Grohe termina série com 804 minutos sem ser vazado

Goleiro gremista ultrapassa Renan, ex-Inter, e termina sequência com o 5º maior tempo sem levar gols na história do Brasileirão

O Estado de S. Paulo

04 Outubro 2014 | 18h48

O goleiro Marcelo Grohe alcançou uma marca expressiva nesse sábado. Mesmo com a derrota do Grêmio para o São Paulo, por 1 a 0, Grohe atingiu o quinto maior tempo sem levar gols em toda história da atual edição do Campeonato Brasileiro - disputada desde 1971. O gol sofrido aos 10 minutos do segundo tempo da partida, após pênalti cobrado por Rogério Ceni, fechou uma série de 804 minutos sem sofrer gols.


O último tento sofrido pelo arqueiro havia sido marcado pelo corintiano Guerrero, na 17.ª rodada do Brasileiro, aos 16 minutos do segundo tempo. O jogador agora fica 9 minutos acima do sexto colocado no ranking, Renan, hoje no Goiás, que ficou 795 minutos sem buscar a bola no fundo de suas redes em 2006. Curiosamente, Renan defendia o Inter, grande rival do Grêmio, à época de sua marca. O recordista continua sendo Jairo, que permaneceu 1.132 minutos sem ser vazado em 1978, com a camisa do Corinthians.


Para alcançar Jairo, Grohe teria que permanecer mais 328 minutos invicto. Além da partida deste sábado, o gremista teria que passar mais três jogos inteiros, e 23 minutos da quarta partida sem ser vazado para bater o recorde.



Os próximos jogos que Marcelo Grohe encarará pelo Grêmio poderiam facilitar a sua caminhada rumo ao recorde. Após desfalcar o tricolor nas próximas duas rodadas - contra Sport e Palmeiras - por estar com a seleção, Grohe enfrentará Goiás, Figueirense, Coritiba e Vitória, respectivamente, no Brasileirão. As quatro equipes se encontram na metade de baixo na tabela de classificação do Brasileiro.


Confira aqui a lista dos cinco goleiros que ficaram mais tempo invictos na história do Campeonato Brasileiro, desde 1971:


Jairo (Corinthians), em 1978


1.132 minutos


Leão (Palmeiras), em 1973


1.057 minutos


Rogério Ceni (São Paulo), em 2007


988 minutos


Acácio (Vasco), em 1988


915 minutos


Marcelo Grohe (Grêmio)


804 minutos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.