Ricardo Duarte|Divulgação
Ricardo Duarte|Divulgação

Marcelo Lomba é apresentado no Inter e se diz pronto para jogar

Goleiro treina e fica à disposição para jogo com o Palmeiras

Estadão Conteúdo

16 de julho de 2016 | 14h58

Há somente três dias, Marcelo Lomba era goleiro do Bahia na Série B. De lá para cá no entanto, ele foi envolvido em uma troca relâmpago com o Internacional - que levou Muriel ao time baiano -, foi rapidamente regularizado e deverá ser titular da equipe colorada já neste domingo, simplesmente contra o líder do Campeonato Brasileiro. Apesar das muitas mudanças e tão repentinas, o atleta de 29 anos garantiu estar pronto para encarar o Palmeiras no Beira-Rio.

"Já conversei bastante com os jogadores e sei o que o Falcão espera dos goleiros. Estou preparado e muito satisfeito em vestir esta camisa que tem muita tradição. Estou acostumado a encarar as coisas sempre de frente", declarou Lomba em sua apresentação neste sábado.

A seu favor, o goleiro tem o fato de ter trabalhado com o novo técnico do Internacional, Paulo Roberto Falcão, justamente no Bahia, em 2012. De lá para cá, Lomba se destacou no cenário nacional, principalmente após o bom Brasileirão com a camisa da Ponte Preta no ano passado.

Revelado nas divisões de base do Flamengo, o goleiro chega como uma alternativa para Danilo Fernandes, considerado o titular da posição e que vinha fazendo boas partidas até sofrer uma lesão muscular. Neste primeiro momento, o novo reforço preferiu não fazer projeções sobre sua titularidade, mas prometeu se estabelecer como um líder estando ou não em campo.

"Eu fui bastante tempo capitão no Bahia, com torcida apaixonada e muita pressão. Estou acostumado a encarar os desafios sempre de frente. Venho sem nenhuma vontade de querer aparecer. Tenho 29 anos, procuro estar bem tecnicamente e também como liderança. Tenho experiência para poder colocar uma palavra de incentivo aos garotos", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.