Marcelo Lomba e Diego Oliveira deixam a Ponte Preta

A Ponte Preta não esperava fazer uma campanha tão boa no Campeonato Brasileiro, terminando em 11º lugar, com 51 pontos. Mas seus dirigentes, com certeza, não esperavam pagar um alto preço pelo feito de ter realizado sua melhor campanha no nacional na era dos pontos corridos. Tanto que acaba de perder mais dois titulares: o goleiro Marcelo Lomba e o atacante Diego Oliveira.

Estadão Conteúdo

21 de dezembro de 2015 | 13h06

O goleiro tem vínculo com o Bahia, que conta com ele no seu elenco em 2016. O atual técnico do time baiano, Doriva, conheceu de perto Lomba em sua rápida passagem pelo time de Campinas nesta temporada, antes de ir para o São Paulo. Na semana passada, a direção pontepretana chegou a oferecer ao Bahia R$ 1 milhão por sua liberação, sem sucesso.

Em princípio, o técnico Vinícius Eutrópio vai trabalhar com dois goleiros: João Carlos e Matheus, que atuaram em alguns jogos no Campeonato Paulista, mas que não foram aproveitados no Brasileiro.

BAIXA NO ATAQUE - Outra baixa certa é o atacante Diego Oliveira, cujo contrato vence agora no dia 31 de dezembro. Na verdade ele veio apenas como uma alternativa, se tornou titular e está a caminho de um clube japonês. Segundo o presidente Vanderlei Pereira, não há nem condições de negociar um acordo com seus procuradores, porque os valores japoneses são muito elevados.

No total já são cinco titulares fora do clube. Antes tinham saído o lateral-direito Rodinei, para o Flamengo; o volante Fernando Bob para o Internacional; e o atacante Biro Biro voltou para o Fluminense, onde tem contrato e pode ser negociado para o exterior.

Em contrapartida, a diretoria continua em busca de outros nomes. Para o ataque, por exemplo, a primeira opção é Wellington Paulista, que estava no Fluminense. Há um acordo verbal e resta a assinatura de contrato.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.