Divulgação - 11/01/2013
Divulgação - 11/01/2013

Marcelo Moreno pede desculpas por declarações ofensivas do seu pai

Após o Palmeiras ser chamado de 'fracassado', jogador afirma que tudo foi dito no impulso

O Estado de S. Paulo,

08 de fevereiro de 2013 | 23h06

SÃO PAULO - O atacante boliviano Marcelo Moreno, do Grêmio, pediu desculpas nesta sexta-feira pelo seu pai e empresário, Mauro Martins, ter chamado o Palmeiras de time fracassado. O jogador estava no grupo de cinco nomes que juntamente com uma compensação financeira trocariam o clube gaúcho pela equipe paulista na negociação pelo atacante Barcos.

"Peço desculpa aos clubes e jogadores envolvidos no comentário do meu pai. Pai é pai. Agiu por pura impulsividade. Desculpa", disse pelo Twitter.

Horas antes Martins tinha sido ácido ou criticar a negociação. "Ele (Marcelo Moreno) tem que jogar numa equipe mais grande (sic) e não menor que o Grêmio. Quem é o Palmeiras neste momento? É um time sem dinheiro. Não quero que meu filho vá para lá para ser um fracassado também", disse em entrevista à Rádio Bradesco Esportes FM.

Marcelo Moreno entraria no pacote de cinco jogadores e uma compensação financeira na negociação pelo argentino Hernán Barcos. Os outros quatro nomes confirmados são o zagueiro Vilson, o volante Léo Gago, o meia Rondinelly e o atacante Leandro. O boliviano, porém, afirmou que deve ficar no Grêmio até 2015.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.