Gustavo Aleixo/ Cruzeiro
Gustavo Aleixo/ Cruzeiro

Marcelo Moreno pede paciência: 'Estamos tentando reconstruir o Cruzeiro'

Derrota para o CRB em pleno Mineirão deixou a situação do time complicada na Copa do Brasil

Redação, Estadao Conteudo

12 de março de 2020 | 01h04

A derrota do Cruzeiro para o CRB, por 2 a 0, em pleno Mineirão, pelo jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil, deixou a situação do time complicada na competição nacional. Na volta, na próxima semana, em Maceió, o time mineiro vai ter que vencer por três gols de diferença ou por dois gols para decidir a vaga nos pênaltis.

Após o jogo, o atacante Marcelo Moreno defendeu os companheiros, especialmente os mais jovens, e pediu paciência à torcida com a equipe que está se formando para a temporada. "É difícil você tirar conclusões com um time totalmente novo. A gente está tentando reconstruir o Cruzeiro. Muitas vezes vai ser difícil fazer o que a gente quer, é momento de se unir. É com raça, união e determinação que a gente vai melhorar", afirmou o atacante.

Outros dois jogadores mais experientes do elenco, o lateral-direito Edílson criticou a forma como a equipe vem jogando, principalmente por precipitar as jogadas e abusar dos lançamentos. "Tem que colocar a bola no chão, rodar mais a bola, encontrar os espaços com calma. Não pode ficar só lançando toda hora. Parece que engoliram o Gérson", afirmou o lateral, citando o meia campeão mundial com a seleção brasileira em 1970, famoso pelos lançamentos primorosos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.